Ciudad del Este

18 de Maio de 2010 | Por Paula B
Taylor Swift - Fifteen

Lembram que eu falei que fui pra Foz em Abril? Então, finalmente vou começar a contar da viagem… rs

Fomos pra lá no feriado, dia 21. Saí daqui por Congonhas com sol e chegamos em Foz com chuva… Mas nada que não desse pra sair do hotel.
Na quinta-feira fomos pra Ciudad del Este, no Paraguai. Eu queria uma câmera nova pra registrar a viagem, então resolvemos ir lá primeiro pra comprar. Mas gente, só fui pq eu já sabia exatamente a loja onde eu tinha que comprar a câmera, pq do contrário, eu não compraria…

Naquele mochilão feelings, fomos eu e o Diego de ônibus de linha pro Paraguai (o que é bem interessante, visto que o Diego não anda de ônibus nem em São Paulo). Como somos todos certinhos, descemos na imigração, pq eu queria saber se precisava declarar a saída da minha câmera antiga. Ao contrário do que dizem as regras, fui informada que não precisava. Sendo assim, acabamos atravessando a ponte caminhando.

Ciudad del Este

Ponte da Amizade e um arco-íris paraguaio

Do outro lado da ponte, logo descobri, que apesar de estar entrando em outro país, também não era preciso passar pela imigração paraguaia. É bem assim, entra e sai quem quer, quando quer.
Lá, me mantive na avenida principal, que é tipo a continuação da ponte, e nas suas primeiras travessas, sem me afastar muito. Mas ainda sim é um passeio que eu recomendo, pq só vendo com os próprios olhos pra acreditar hahahaha.

Um tempo atrás eu recebi umas fotos da Índia por email, e por um momento eu achei que estava lá. Essa sensação passou quando cruzei com uma mulher carregando nas costas meia vaca (imagino que seja uma vaca pelo tamanho das costelas), já sem couro, pingando sangue, no meio de uma rua de terra cheia de camelôs. Bom, na Índia eles não matariam vacas assim, então era o Paraguai mesmo (mas eu voltei a pensar na Índia quando um rato passou quase no meu pé).
Cuidado também com os m0lequinhos que ficam o tempo todo perguntando “que procura, señor?”. Um deles tentou levar o Diego pra direção completamente oposta a da loja que estávamos indo (que eu sabia onde era graças a esse mapa).

Ciudad del Este

Pan American Highway (segundo o Google Maps), a avenida principal. Não tirei mais fotos pq fiquei com medo de tirar a câmera da bolsa…

Mas quem vai ao Paraguai quer mesmo é fazer compras, certo? Só que eu achei que não valhe muito a pena para quem não conhece bem as lojas. Camelô, nunca! A menos que seja para comprar cobertor – vocês não tem idéia de como se vende cobertor por lá.
Os grandes magazines, como a Monalisa e Casa China são confiáveis, mas não achei que os preços valhem tanto a pena assim. Ainda sim é legal passar na Monalisa, que é linda, você esquece que está no Paraguai, e só vende produtos top.
A loja que eu mais gostei lá foi a Nave Shop, essa sim valhe a pena ir! Vende de tudo, separado por andar. Lá compramos Havana, Victoria Secret, Sally Hansen (tinha uma linha enorme), Polo Ralph Lauren e mais alguma coisa que eu não lembro mais. E tinha Revlon, L´oreal, Maybelline (incluindo produtos que não tem aqui), Lancome, Clinique, Tigi, Diesel, Adidas, Swatch, etc, etc, etc…
A minha câmera, uma Panasonic Lumix FZ-35 eu comprei na Mega Eletrônicos, uma loja muito bem recomendada e com um preço que realmente valhe a pena.

A cota de compras  é de USD 300. Como minha câmera custou mais que isso, tive que declará-la na aduana brasileira, pois eu não queria correr o risco de ter ela confiscada no aeroporto quando estivesse voltando. Atravessamos a ponte de volta a pé (mas eu não recomendo isso, pois é meio perigoso), paramos na aduana, preenchemos a DBA, pagamos a taxa e voltamos pra Foz de ônibus, felizes e contentes.

E ainda depois de ver todo esse Paraguai, a noite tinha no hotel transporte gratuito para o Shopping Del Este, um shopping logo na entrada de Ciudad del Este, onde tem um casino. Como nós não tínhamos entrado nele durante o dia, fomos nesse tour a noite (agora com ônibus de agência e guia). O shopping é pequeno, sem cara de Paraguai mas também vende produtos falsificados e lá pra piorar não são tão baratos rsrs. O casino nós só demos uma olhadinha, ele é pequenininho e mal entramos.

E assim tá bom, valeu a pena conhecer nosso país vizinho, mas eu não pretendo voltar lá tão cedo!

E depois eu volto aqui para contar como foi o resto da viagem (Cataratas brasileiras, Cataratas Argentinas, Itaipú e Duty Free Puerto Iguazu).


Tem 19 pessoas falando sobre o post "Ciudad del Este"


Pin It

No Instagram 📸 @paula_belotti

No Youtube