Como usar o seu planner

22 de Abril de 2016 | Por Paula B
Fifth Harmony - Work from Home

Faz tempo que eu não falo de papelaria por aqui né? Tô vendo muita gente falando sobre planners, como se fosse uma coisa do outro mundo então vim dar umas dicas para você de como usar o seu planner ou agenda.

Gente, um planner nada mais é do que um tipo de agenda, tudo bem? Sempre existiram agendas mais complexas, com espaços para projetos e mil anotações, como os planners que estão “na moda” hoje em dia – e eu posso falar isso com toda certeza, já que eu uso planner argolado já tem mais de 15 anos! Os layouts evoluíram, assim como sempre existiram agendas mais simples e outras mais completas. O caso é só você encontrar o formato ao qual você se adapta melhor.

Como usar o seu planner

  1. O primeiro passo: crie o hábito de olhar o planner! Nada adianta um planner lindo se você não se acostumar a olhar o que anotou nele, né? O jeito mais fácil de criar esse hábito é determinar alguns momentos para checar as informações nele, como por exemplo, todo dia de manhã. O meu eu olho de manhã, mas fico com ele o tempo todo em cima da mesa, para o segundo item da lista…
  2. Anote! Essa dica é importante em especial para lista de tarefas! Uma coisa que sempre acontece comigo, principalmente a noite, é lembrar de alguma coisa que tenho que fazer e não anotar na hora no planner, e aí só lembrar dela de novo uma semana depois. Eu tento minimizar isso mantendo um bloquinho de anotações no meu criado-mudo, e no dia seguinte de manhã levo o papel para o planner, que eu mantenho na mesa do home office.
  3. Seja realista – não adianta sair anotando tudo também, e colocando mil tarefas por dia e não conseguir cumprir. Isso só vai te deixar mais desesperada(o). Pense quanto tempo mais ou menos você leva para realizar aquela tarefa e vá distribuindo ao longo dos dias, para que você realmente consiga fazer as coisas a que se propõe e também administre melhor o seu tempo.
  4. Simplifique – essa dica é mais para facilitar a sua vida: não escreva um texto detalhado do que você tem que fazer se for uma ação simples. Eu coloco só a palavra chave, e para algumas coisas, eu nem escrevo, só coloco um ícone representado aquela ação – com um carimbo ou adesivo. Se é alguma coisa que acontece todo dia, você também não precisa anotar no planner – por exemplo, se você vai ao colégio todo dia. Nesse caso, anote o contrário – quando você não tem aula.
  5. Post-it para compromissos voláteis: Para o planner não ficar muito rasurado e virar uma bagunça, quando eu tenho um compromisso que eu sei que tem boas chances de mudar de data (tipo aquela amiga que sempre marca alguma coisa e depois diz que não vai poder ir no dia), eu anoto em post-it e colo no dia. Se o compromisso mudar, é só mudar o post-it de lugar e voila! Planner intacto! Também faço muito isso para tarefas recorrentes, tipo lembrar de marcar horário para a Marie tomar banho – conforme eu ligo para agendar, movo o post-it de lugar para a próxima data que eu vou ter que fazer isso.
  6. Tem quem goste de organizar os assuntos por cores também, o chamado color coding (não é meu caso pois eu sempre escrevo com a mesma caneta – uma Pilot Frixion que é apagável). Para isso, você define uma cor padrão para cada tema e mantém as anotações assim, por exemplo: aniversários em azul, escola em laranja, trabalho em verde, etc.
  7. E pode ser um pouco difícil encontrar um planner que tenha um layout que se adeque exatamente a sua necessidade, então uma coisa que pode ajudar é você criar o seu próprio modelo. Você pode fazer o layout no computador e imprimir ou mesmo usar folhas em branco de delimitar os espaços usando régua e caneta mesmo – já vi gente que fez planners muito legais assim! Se você preferir comprar pronto, tem muita gente vendendo designs diferentes para imprimir em casa no Etsy.

E lembrando que uma agenda/planner é diferente de um journal, pois nela você anota os seus compromissos e lembretes, e não suas lembranças de cada dia, que é o foco do journal (ou diário, em bom português)


Tem 6 pessoas falando sobre o post "Como usar o seu planner"


  • A parte mais dificil quando comecei a usar o planner a tempos atras foi olhar todos os dias. Depois que criei este hábito, minha vida melhorou muito. Agora olho todos os dias pela manhã e ele ta sempre aberto em cima da mesa, onde anoto tudo. Encho de cores e post-it 😀
    Beijão Paula

    • Paula B disse:

      Pra mim tbm essa foi a parte mais difícil de acostumar! Anotava as coisas e depois esquecia de olhar rsrs
      Mas deixar o planner num lugar fixo também ajuda, toda vez que eu tiro o meu de cima da mesa do home office acabo esquecendo de olhar logo de manhã!

  • Bezinha disse:

    Eu amo e sempre amei agendas e sempre tive também, é o meu mundo sabe, ali eu me entendo kk.
    Tenho vários carimbos também que eu mesma faço, utilizo ela para TUDO mesmo. No natal passado ganhei uma do meu be, a coisa mais linda a que eu estava usando para 2016 e aí ela sumiu, pensa na minha vida como está uma bagunça. Tudo eu tinha lá e agora estou com outra mas sabe aquela sensação de… nossa mas eu escrevi isso na outra…. Esses pensamentos agora de recordação me acompanham kk </3

  • Olá, eu comprei meu planner recentemente e ainda estou me adaptando a ele. Mas é muito bom! Ontem peguei umas dicas porque eu não entendi o que fazer com o “habit tracker”, ai uma menina me explicou!!! Mas, aos poucos vou indo! Como eu estou sempre me enchendo de atividades durante o dia, o planner me ajuda a organizar o que eu vou fazer, o que eu pretendo e o que eu realmente fiz! Não fico chateada se não fiz algo, porque sempre acabo fazendo algo que está ali anotado de qualquer forma, as vezes só adianto e um dia para o outro. Obrigada por esse post <3 tá lindao!

  • Iolanda disse:

    Oi… Eu tenho um argolado, mas tenho dificuldades de usar ele para escrever, pois preciso tirar as folhas preencher e depois colocar, isso acaba ficando disfuncional sabe? como vc faz?

Pin It

No Instagram 📸 @paula_belotti

No Youtube