Comprando souvenirs em viagens

30 de junho de 2016 | Por Paula B
Ariana Grande - Be Alright

Quando a gente viaja, é inevitável voltar para casa sem trazer alguns souvenirs, não é mesmo? Pode ser para enfeitar a casa ou presentear alguém, mas nós sempre trazemos alguma coisa para lembrar aquele lugar especial. Há muitas opiniões sobre o que é um bom souvenir ou não, mas eu vou listar aqui algumas coisas que eu levo em consideração na hora de comprar as minhas “lembrancinhas”.

souvenirs

 

  • Pra começar, não existe uma ciência exata para definir o que é um bom ou um mau souvenir: o fator mais importante é que essa lembrança deve fornecer a você uma oportunidade de se reconectar com sua viagem quando você olha para ela.
  • Isso desde que o objeto em questão não cause danos às pessoas ou ao meio ambiente. Sério, uma vez eu vi uma pessoa pegando uma estrela do mar e levando da praia! Precisa explicar que isso não pode?
  • Evite dar ouvidos as pessoas (vendedores em especial) tentando lhe dizer o que comprar com base nas preferências deles e não nas suas. Não compre aquela t-shirt escrito “I S2 NY” só porque um monte de gente comprou se você nem curte a estampa.
    Ah, e eu particularmente odeio ganhar esse tipo de camiseta! Se eu nem fui no lugar não quero andar com isso escrito no peito! Definitivamente não é uma boa opção para presentear.
  • Aliás, é bom uma atenção especial quando o souvenir é para presentear alguém. A não ser que você tenha muita certeza do que está fazendo, tente levar alguma coisa que além de lembrar a viagem, seja útil ou interessante para a pessoa também. Minha sogra por exemplo coleciona globos de neve, então meu marido sempre compra um nos lugares onde a gente passa. Se a pessoa não faz uma coleção específica, tente comprar algum objeto que tenha alguma utilidade no dia-a-dia dela.
  • Seja prático: não vá escolher uma escultura enorme como lembrança se você está viajando de avião ou trem. A dificuldade de carregar com você e o risco de danificar o objeto no trajeto de volta raramente valem a pena.

souvenirs

  • Não se preocupe em estar comprando souvenirs óbvios, estereotipados. Se gostou, leve! Quem é que não traz fichas de cassino de Las Vegas? Até porque, muitas vezes há um número limitado de opções, então não se preocupe em sempre trazer um souvenir único.
  • Pesquise e/ou pechinche! Tanto em termos de preço como de qualidade. Não há nada pior do que chegar em casa e perceber que você pagou 3 vezes mais do que outras pessoas naquela miniatura da Estátua da Liberdade, ou que sua cabine de telefone londrina chegou toda lascada. Aliás, em Orlando e Cancun dê uma olhada no Walmart – tem souvenirs da Disney e das pirâmedes de Chichen Itzá vendidos lá bem mais baratos que nos pontos turísticos.
  • Não se esqueça de checar se o que você está trazendo é permitido no país para onde você está indo, especialmente com alimentos. Até um tempo atrás não era possível trazer doce de leite da Argentina, por exemplo, mas agora em maio foi liberado.

Eu tenho o hábito de sempre trazer uma miniatura de um monumento local para colocar num lugar específico aqui da sala de casa que reune todas as minhas viagens, e das últimas vezes, trouxe também imãs de geladeira, pois não ocupam espaço e ficam legais todos juntos. Quando vou a algum lugar que tenha Hard Rock Café também sempre compro uma caneca lá com o nome da cidade, inclusive tenho a do menor e a do maior Hard Rock do mundo (Cozumel e Orlando, respectivamente).

E vocês, colecionam algum tipo de souvenir específico? Me contem aqui nos comentários.


Tem 5 pessoas falando sobre o post "Comprando souvenirs em viagens"


  • Vy disse:

    Eu também tenho os monumentos! Acho que é um clássico e ale a pena, além da praticidade. Eu queria achar um que representasse SP, afinal, é um lugar que eu amo também! E agora coleciono charms Pandora, mas é um treco caaaaro…

    Também tento presentear com algo local. Tipo quando trouxe choocolate alemão pros meus amigos, ao invés de Lindt.

    Ah, e eu tenho coleção de canecas, mas isso é super inconveniente de trazer na mala, ocupa um puta espaço!

    • Paula B disse:

      Verdade, acho o Brasil no geral pobre de souvenirs! O que será que os gringos compram quando vem pra SP?
      E eu tbm tenho os charms da Pandora, como fui esquecer deles?!?

      As canecas não acho que ocupem tanto espaço pq eu sempre enfio coisas dentro, mas o problema é o medo delas quebrarem no caminho!

      • Vy disse:

        Tem aqueles stands de camiseta de sp, mas não tem um monumentinho, como tem nos outros lugares (até porque, qual o monumento cara de sp?)…

        Pra mim caneca ocupa espaço exatamente porque tenho medo de quebrar e enrolo nas roupas, hahaha

  • Dyana disse:

    Amei o post! Dicas maravilhosas! <3

    Beijo!

  • Ótimas dicas Paula! Eu tenho o costume de ser a primeira coisa que busco comprar são lembracinhas do lugar que eu to pra família e amigos <3 Última viagem pra Floripa, fui terrível trazer uma caravela feita de conchas no avião sem quebrar HUASHUASHAUS Mas valeu a pena xD
    Eu amei os globos de neve!
    Beijão

Pin It

No Instagram 📸 @paula_belotti

No Youtube